Estudo do Instituto Lula levanta được thiết kế kỹ thuật số không país

Hỡi estudo sugere apoiar grupos socialais vulneráveis. Crédito – Freepik

A pesquisa “Democracia e agentatividade – Novas formas de inheritação diante da biến đổi kỹ thuật số”, realizada pela Friedrich-Ebert-Stiftung (FES) Brasil em parceria com o Instituto Lula, mostra que 83% dos brasileiros têm acesso à internet, o que revela um aumento coi đây là các lớp C, D e E. O resultado, no entanto, có xu hướng chuốt mascara như là các kiểu chuốt mi: a grande questão que se coloca é o tipo de conexão a que têm acesso esses grupos socialais.

Em relação ao uso da internet, o estudo constatou um aumento de 12 pontosercuais comparados a 2019 (71%), agregando um tổng ước tính là 152 milhões de brasileiros, 81% da população com dez anos ou mais, que usam a red. O phimmento foi Observado em praticamente todos os segmentos analisados ​​na pesquisa, mas foi mais acentuado nos estratos socialeconômicos mais vulneráveis: như các lớp C (de 80%, em 2019, para 91%, em 2020) e D / E (de 50%, em 2019, para 64%, em 2020).

Acesso pelo celular

O telefone celular liên tục Mais uma vez, indicadores aparentemente Posvos mostram seu lado perverso. Para mais da metadezeses usuários (58%), o acesso se deu Excivamente pelo celular.

Dos mais de 250 milhões de celulares ativos no Brasil, 118, 7 milhões são pré-pagos, aponta a pesquisa, que não dispõem de memória para baixar vídeos, salas de reão trực tuyến, trabalho e ensino trực tuyến.

O uso độc quyền do celular para acessar a internet foi predominante para pessoas negras (65%) e pardas (60%), sendo que a questão de gênero também é Ý nghĩa, uma vez que entre os negros, 67% são mulheres. Regionalmente, essa realidade é preponderante nas regiões Nordeste (72%), Norte (60%) e Sudeste (58%).

No contexto da pandemia, as Desigualdades socialais também se expressam e se aprofundam no ambiente digital, com potencial de restringir oportunidades e até mesmo as condições de cumprimento de medidas de isolamento e proteção social.

Nức nở khi condições de restrição de Mobilidade xã hội, khi mulheres negras realizaram transações financialiras (37%), serviços públicos (31%) e cursos (18%) pela Internet, ou seja, em tỷ lệ khốn kiếp (51%), 49% e 30%, tương ứng).

Analfabetismo kỹ thuật số

De acordo com o estudo, que contou com a Organiação de Cosette Castro, “a pessoa tem aparelho e acesso à internet, mas não tem alfabetização digital relacionada ao uso do aparelho, ao uso das plataformas, à produção de Conteúdo, a saber analisar os Conteúdos e compartilhar, uma vez que 75% das pessoas idosas no Brasil são analfabetas digitais ”, aponta.

A situação dos quilombolas, das populações ribeirinhas e de aldeias indígenas é ainda mais difícil, uma vez que, nas regiões Norte e Centro-Oeste, onde estão localizadas, não beingem torres de transmissão próximas.

Sobre a inclusão digital de comunidades indígenas no Brasil, Observa-se ainda que ela vem se dando, sobretudo, com o apoio de Organiações não bộ đội (ONGs) e Governamentais, e de grupos ativistas.

O estudo apresentou como sugestões para ampliar a inclusão kỹ thuật số o acesso à internet gratuito para pessoas lỗ hổng, o financiamento de equipamentos, pontos de internet em bairros, Associações, sindicatos, ONGs e áreas rurais para, além da formação o chúng tôi novas tecnologias e análise das mídias digitais.

Mais números

Em đến năm 2020, một sự thâm nhập không có gì domicílios brasileiros atingiu a marca de 45% ea ratioção de domicílios com acesso à internet chegou a 83%, agentando perto de 61,8 milhões de domicílios com algum tipo de conexão à red em todo o país.

A presença domiciliar de computadores acentuou-se nas áreas urbanas (de 43%, em 2019, para 50%, em 2020) e das class A (de 95% para 100%) e C (de 44% para 50%), evidenciando o acirramento da Excão kỹ thuật số na base da pirâmide xã hội, segundo o trang web cetic.br.

O bài Estudo do Instituto Lula levanta chỉ định kỹ thuật số không có país apareceu primeiro em TeleSíntese.

Leave a Reply

Your email address will not be published.